Como registrar logomarca: Custo, passo a passo e informações

Já pensou em ter uma logomarca? Se sim, com certeza já percebeu que o processo é complicado e aprender como registrar logomarca é fundamental para conseguir concluir esse processo burocrático.

Logomarca é todo conjunto de representação gráfica, seja desenho, letras ou ambos. Esse símbolo deve ter correlação com a empresa e serve como forma de identificação.

Registrar a logomarca é uma maneira de garantir que apenas a sua empresa irá utilizar esse sinal. Seria um grande problema atingir o sucesso com seu negócio e terceiros utilizarem uma logomarca igual a sua, concorda? Por isso o registro de marca é tão importante!

Quer aprender como registrar logomarca e os custos disso? Confira esse conteúdo:

Porque ter uma logomarca?

Todo empreendedor que esteja em busca do sucesso profissional precisa apostar em sua empresa. E isso significa não apenas prestar um bom serviço ou ter excelentes produtos. A publicidade é uma das principais responsáveis pelo crescimento efetivo de uma empresa.

Isso porque é através dela que chegará ao conhecimento do público a existência do seu negócio. A propaganda mostra e convence as pessoas a ter uma experiência com você. É a porta de entrada para realmente mostrar a qualidade de seus produtos e serviços e ganhar de vez o cliente.

Mais do que promover a empresa, a publicidade (e o marketing) trabalham em estratégias para que o fluxo de vendas seja sempre constante. Quanto mais vendas, mais lucratividade e quanto mais lucratividade mais possibilidades de investimentos, maior a demanda de clientes e assim que se torna uma pequena ou média empresa em uma grande corporação.

Principalmente no início de uma nova empresa, fazer ser reconhecida no mercado é um dos primeiros passo para o sucesso. É muito importante situar sua empresa no mercado e fazer com os clientes vejam isso.

O conjunto de estratégias que nos levam a este objetivo é chamado de branding. Ou seja, são ações que visam promover a marca da empresa utilizando principalmente de um posicionamento. Esse posicionamento que vai “conversar” com o cliente e atrair aqueles que se identificam com a “personalidade” da sua empresa.

Causas ambientais ou sociais, família e igualdade de gênero são algumas das bandeiras levantadas por grandes empresas que cativam o público e os fazem vestir a camisa, tornando-os em promotores de marca. Que são aquelas pessoas que irão compartilhar seus conteúdos nas redes sociais, mostrar os produtos que compraram para os amigos, fazerem boas recomendações em sites de avaliação, entre outras ações que ajudam o marketing, trazendo cada vez mais pessoas para o time da empresa.

Mas nada disso é possível se não houver uma marca em que as pessoas associem este sentimento de satisfação e confiança em sua empresa. O cliente pode ter adorado toda a experiência com o seu negócio, mas na hora de recomendar ou quando quiser comprar novamente pode sequer se lembrar do nome da empresa.

Isso é um risco verdadeiro e muitas vezes empreendedores individuais ou pequenos empresários não se preocupam tanto com sua logomarca acreditando ser um elemento superficial.

Como fazer o registro de marca

Com o conceito e o símbolo de sua logomarca feitos você precisa fazer o registro legal dela junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

O registro de marca só pode ser realizado por pessoas física ou jurídica que exerça atividades regulamentadas, ou seja, para registrar uma logomarca para sua empresa você tem que estar em dia com as obrigações legais do seu negócio. O mais importante é possuir um CNPJ válido.

Existem alguns critérios utilizados pelo Instituto para averiguar se sua marca é viável ou não para liberação.

Sinais genéricos ou que não estejam ligados ao que a empresa representa costumam ser rejeitados porque não são considerados necessariamente “marcas”, por isso não é possível deter os direitos sob uma pessoa apenas.

Como já informado, não utilize frases em sua logomarca, também por uma questão legal, expressões não são permitidas porque fogem do conceito de marca.

Bandeiras de times ou países, ou referências muito implícitas também não são recomendadas.

Antes de apresentar sua marca ao Inpi, procure realizar uma pesquisa no Banco de Marcas para verificar se já não existe alguma empresa que esteja utilizando algo muito parecido. Dependendo do caso, geralmente se os ramos das empresas são muitos distintos, é possível conseguir a licença da marca junto à instituição.

Existem três modalidades de logomarcas, segundo o Inpi:

– Nominativa: que carrega somente palavras, o nome da empresa, no caso

– Figurativa: formada apenas por um símbolo

– Mista: possui símbolo e palavra

Todo o processo de registro de marca pode ser feito pela internet no portal do Instituto. Também existe um manual à disposição dos empresários para o esclarecimento de dúvidas durante o processo.

Veja um vídeo explicando o passo a passo de como registrar a marca da sua empresa: https://www.youtube.com/watch?v=xdz5Ypaq8-E

Quanto custa para registrar uma logomarca

Todo o procedimento com o registro de marca gera alguns custos. Depois do cadastro junto ao site do Inpi, o empreendedor precisará pagar uma taxa inicial. Microempreendedores e MEI possuem um desconto de 50% nesta taxa.

Ao final, existe uma taxa que garantirá os direitos sobre a logomarca durante os próximos 10 anos, conhecido como decênio. Os valores das taxas são bem variados e depende do tamanho e do ramo da empresa, inclusive o tipo de logomarca que foi escolhida.

Estima-se que os gastos se iniciam em R$ 30 e podem chegar a R$ 1.400 reais.

O registro da marca é publicado na Revista Eletrônica da Propriedade Industrial (RPI) e deve ser atualizado a cada 10 anos.

Invista em um bom profissional de designer

Antes de registrar oficialmente a logomarca da sua empresa você precisa ter uma logomarca. Para isso utilize sempre um conceito por trás do símbolo que pretende utilizar para representar tua empresa.

Esta pequena imagem vai gerar um impacto enorme durante a trajetória do negócio e tem que ter tudo a ver com o que a empresa se propõe a fazer.

Um bom designer gráfico conseguirá sintetizar esses elementos em um símbolo. Este símbolo deve ser o mais simples possível, pois lembre-se, ele será a marca da sua empresa, logo, estará impresso em muitos lugares diferentes, em placas, painéis, canecas e até canetas, então deve-se pensar em um símbolo que possa ser usado em todas as dimensões sem a necessidade de ajustes ou que fique “estranho” quando diminuído ou aumentado demais.

Evite usar letras na logomarca. Deixe para transmitir uma mensagem no slogan, que pode ser uma pequena frase de três até seis palavras. Um ótimo exemplo de slogan que foi bem trabalhado na questão de transmissão da filosofia da empresa e é bem direto é o da Natura Cosméticos que tem como uma das principais bandeiras a preservação ambiental e exaltação da beleza natural com seu slogan: “Viva sua beleza Viva”. O seu antigo slogan também era bem sintético e mantinha o conceito de seu branding: “Bem estar bem”.

Observa-se que se trata do slogan e não da logomarca da empresa que utiliza um grafismo aproximado a uma flor. Hoje a empresa é tão consolidada que dispensa o uso do próprio nome em seu logotipo. Outros casos bem-sucedidos de empresas que com o tempo não precisam mais utilizar seus nomes pois são reconhecidas somente pela logomarca são: Volkswagen, McDonald’s, Apple, Twitter e Nike.

Está pronto para registrar logomarca? Agora cuide do seu negócio, veja esse passo a passo de como abrir uma empresa de sucesso!

FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here